BOMBEIROS AMIGO DO PEITO

O Hospital Maternidade Almeida Castro e o Banco de Leite da Secretaria Estadual de Saúde, em Mossoró...

BOMBEIROS AMIGO DO PEITO

O Hospital Maternidade Almeida Castro e o Banco de Leite da Secretaria Estadual de Saúde, em Mossoró, estão trabalhando em conjunto com o Corpo de Bombeiros, para fortalecer a alimentação dos bebês que nascem prematuros e com baixo peso em todo o Oeste do Rio Grande do Norte.

O Banco de Leite de Mossoró precisa, em média, de mil litros de leite materno para alimentar uma média de 1.800 bebes/ano (10% com baixo peso e 15% prematuros) que nascem prematuros e precisam da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Maternidade Almeida Castro.

Atualmente, a própria Maternidade Almeida Castro, através de seu Posto de Coleta e especialistas em amamentação e nutrição, coleta uma média de 400 litros de leite materno ao ano, menos da metade da demanda necessária na unidade para os bebês que nascem prematuros e com baixo. 

A Assistente social Edilene Torquato, que é do Banco de Leite do Governo do Estado e também da Maternidade Almeida Castro, explica que existe leite suficiente, mas é preciso que este chegue ao Banco de Leite dentro das condições necessárias, para que seja pasteurizado e servido aos bebês em crescimento na maternidade.

Torquato explica que o leite humano tem nutrientes especiais, que faz a criança que nasce prematura ou com baixo peso crescer mais rápido, forte, com o corpo protegido contra vários tiros de doenças ao longo da vida. “Salva os bebês”, diz Edilene Torquato, explicando que atualmente os bebês estão sendo alimentados com fórmulas (um tipo de leite especial).

Se alimentando com leite humano, os bebês atingem o peso de sair do hospital mais rápido, com o corpo imunizado. Mas como conseguir mais leite. “Precisamos de veículos e frascos (Nescafé com rosca) para buscar o leite na casa das mães que doam. Estas doadoras já são conhecidas nossas aqui da maternidade. Quando elas vão para casa, não temos como buscar o leite”, diz Torquato.

A saída é trazer para Mossoró o programa Bombeiros Amigo do Peito, que já existe no Brasil desde 2002 e está atividade em Natal. 

O coronel Humberto Hermógenes Pimenta, coordenador dos projetos sociais do Corpo de Bombeiros do RN, e o Major Joilton Cunha, do Corpo de Bombeiros de Mossoró, e o jornalista Cézar Alves, da Maternidade Almeida Castro, iniciaram os diálogos objetivando fortalecer a alimentação dos bebês internados na Maternidade Almeida Castro.

Primeiro foi realizado uma visita, para conhecer estrutura da Maternidade Almeida Castro, bastante elogiado pelos comandantes, e dialogar sobre a questão com a diretora geral Larizza Queiroz. Também também foi veita uma visita ao Banco de Leite, que fica ao lado. Ficou constatado que o Banco de Leite precisa de apoio para aumentar a oferta de leite.

Após este diálogo/visita in'loco, teve outra conversa com a coordenadora geral da II Regional de Saúde, de Mossoró, doutora Emiliana Bezerra, que de imediato passou a apoiar a iniciativa. O Bombeiro Amigo do Peito foi lançado oficialmente e no dia 22 de janeiro de 2021, com a presença do comandante geral do Bombeiros/RN, coronel Luiz Monteiro.

Veja mais AQUI.

O comandante Joilton Lobato já destinou uma viatura da unidade do Bombeiros de Pau dos Ferros para fazer a coleta duas vezes por semana, de casa em casa, em Mossoró. A corporação precisa de viaturas adequadas para fazer esta coleta em Mossoró e também em Natal.

Diante desta necessidade, o Gabinete do Senador Jean Paul Prates foi contactado pelo jornalista Cézar Alves para se conseguir uma emenda parlamentar para comprar pelo menos 5 veículos 1.0 Renault Kwid, que reúne as condições técnicas adequadas para fazer a coleta do leite em Natal e Mossoró.

O ofício assinado pelo comandante geral do Bombeiros RN e protocolado no gabinete online do Senador Jean Paul Prates semana passada, devendo ainda esta semana, logo após o carnaval, ser analisado pela equipe técnica do parlamentar. Existe boas chances de a emenda ser confirmada.

Com relação a falta de frascos (Nescafé, com tampa de rosca), o jornalista Cézar Alves conversou com o empresário Emerson Araújo, da loja Doce Lar, em Mossoró, que se comprometeu e fazer a doação dos frascos para o Banco de Leite de Mossoró.

Sobre a necessidade de ampliar a capacidade de processamento no Banco de Leite de Mossoró, o jornalista Cezar Alves e um grupo de amigos fizeram uma vaquinha e compraram uma centrífuga para microhematócritos (obs: 24 capilares). Esta maquina deve chegar na próxima semana.

Para organizar e facilitar a busca das doações de leite humanao de casa em casa, o engenheiro Claudio Trindade, CEO da empresa Dunas Tecnologia, fez um aplicativo (Amigo do Peito) e doou para o Banco de Leite de Mossoró junto com o Corpo de Bombeiros. O aplicativo já se encontra na loja da Story. Vai ser usado em Mossoró e depois Natal.

Veja mais AQUI.

A nova ferramenta foi destaque, inclusive, no site oficial da Fiocruz.

Para o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro, o trabalho conjunto da Maternidade Almeida Castro, Banco de Leite e Corpo de Bombeiros, tem como objetivo final salvar vidas dos bebês que nascem prematuros de todo Oeste do Rio Grande do Norte.

O coronel Humberto Hermógenes Pimenta fala que é necessário também conseguir apoio para reformar o prédio e comprar mais equipamentos novos. Neste ponto, já existe um diálogo em aberto com a coordenadora da II Regional de Saúde de Mossoró, Dra. Emiliana Bezerra.

Anterior Próximo