APOIO DE GIRÃO

O deputado federal General Girão assumiu compromisso de apoiar os interventores na transformação da ...

APOIO DE GIRÃO

O deputado Federal Eliézer Girão Monteiro Junior, do PSL, assumiu compromisso de contribuir com o processo de transformação do Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) em unidade de ensino, em especial considerando o relevante alcance social da instituição.

O General Girão atendeu o convite do deputado estadual Allyson Bezerra, do Solidariedade. Os dois acompanhados com seus assessores visitaram nesta sexta-feira (25) o trabalho de intervenção da Justiça Federal para reabrir/restaurar e ampliar o HMAC em outubro de 2014.

Os políticos foram recebidos pelo juiz federal Orlan Donato Rocha, as interventoras Larizza Queiroz e Ivanise Feitosa e o advogado Gustavo Lins. Presente também o reitor Arimateia Matos, da UFERSA, e as médicas coordenadoras do Curso de Medicina desta instituição.

Na reunião com os políticos, o reitor da UFERSA e o juiz federal, Larizza Queiroz fez uma exposição de como encontrou a então Casa de Saúde Dix Sept Rosado em outubro de 2014 e como se encontra atualmente funcionamento o Hospital Maternidade Almeida Castro.

No período de agosto a outubro de 2014, a maternidade estava fechada. Primeiro foram abertos 30 leitos. Depois mais 39. Atualmente são 187 leitos funcionando, sendo que o trabalho continua e a projeção é ter mais ou menos 215 leitos até 2021.

Larizza explicou que enquanto estruturava a maternidade, foram negociadas as dívidas (de quase R$ 60 milhões) deixadas pela gestão passada junto a fornecedores, bancos e principalmente os quase trezentos (em 2014) da instituição.

O trabalho de restauração da maternidade ocorreu com recursos do SUS e contra partidas da Prefeitura Municipal de Mossoró e do Governo do Estado. Larizza diz que o trabalho é lento e os custos elevados, porque a estrutura física do prédio é antiga. Teve que ser substituída.

 Larizza Queiroz mostrou que são realizados anualmente mais de 7 mil partos, sendo que 49% de Mossoró e 51% das demais cidades da região, inclusive de outros estados. Destacou que 25% destes partos são de alto risco, ou seja, com bebês prematuros e/ou baixo peso.

Expôs aos deputados a importância dos 17 leitos de UTI neonatal, 15 de berçário, 18 de canguru, 8 de UTI adulto, 10 de Gestão de Alto Risco e 64 de Alojamento Conjunto, para conseguir atender a demanda de mais de 60 municípios do Oeste do Rio Grande do Norte.

Encantados com trabalho realizado pelos interventores e seu enorme alcance social, em especial em prol da vida, o General Girão e o deputado Allyson Bezerra se comprometeram, junto aos interventores e o juiz federal Orlan Donato, em contribuir diretamente com o processo de transformação da maternidade numa unidade de ensino.

A diretora Larizza Queiroz classificou como fundamental o apoio do deputado federal General Girão, assim como a parceria já estabelecida com os cursos de medicina da UFERSA e da UERN, no processo de transformação da maternidade em unidade de ensino.

 

Reforço

General Girão é o segundo deputado federal que conhece o trabalho realizado pelos interventores do Hospital Maternidade Almeida Castro que se compromete em contribuir com o processo de transformação da unidade em um hospital escola.

O primeiro a fazer contato neste sentido foi o deputado federal Benes Leocádio.

Veja mais 

Benes entra na luta para transformar maternidade de Mossoró em hospital escola

A transformação do HMAC em hospital escola permitirá, entre outros benefícios, segundo explicou a interventora Larizza Queiroz, aumentar os repasses do Governo Federal para a manutenção da unidade, gerenciada através da APAMIM, assim como realizar um trabalho de qualificação técnica aos profissionais de saúde que atuam na região Oeste do RN. 

Anterior Próximo